Projetos para pavimentação de ruas e construção de ciclovia não avançam e prefeito de Guaramirim vai a Brasília Projetos para pavimentação de ruas e construção de ciclovia não avançam e prefeito de Guaramirim vai a Brasília
Os projetos de construção de uma ciclovia em Guaramirim iniciando no viaduto e terminando no Bairro Avaí e a pavimentação da Estrada Jacu-Açu em... Projetos para pavimentação de ruas e construção de ciclovia não avançam e prefeito de Guaramirim vai a Brasília

Os projetos de construção de uma ciclovia em Guaramirim iniciando no viaduto e terminando no Bairro Avaí e a pavimentação da Estrada Jacu-Açu em quatro quilômetros estão paralisadas.

Para acelerar o andamento destes projetos, o prefeito de Guaramirim, Luiz Chiodini, embarca hoje para Brasília para ir ao Ministério do Turismo e das Cidades na companhia do senador Dalírio Beber, deputados federais, Mauro Mariani e Marco Tebaldi, e deputado estadual, Carlos Chiodini.

Quer participar do grupo de informações da 105 FM no WhatsApp? Clique aqui

O projeto da ciclovia de Guaramirim está orçado em R$ 1 milhão e 700 mil com extensão aproximada de 3 quilômetros e 500 metros e, de acordo com o prefeito Luiz Chiodini, a construção da ciclovia depende de uma autorização da Rumo-ALL e da liberação de recursos do Ministério das Cidades.

Outro projeto que está paralisado é a pavimentação da Estrada Jacu-Açu, prevista em 4 quilômetros. Para finalizar este projeto são estimados R$ 4 milhões e 500 mil.

O prefeito Luiz Chiodini afirma que o projeto deve ser apresentado ao Ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, na busca por outro meio de liberação de recursos para a obra.

No ano passado, a cidade de Guaramirim foi pré-selecionada no Programa Avançar Cidades com dois projetos.
O primeiro projeto, com valor orçado de R$ 14 milhões contemplava a pavimentação de 7 quilômetros e 600 metros da Estrada Bananal do Sul, Rua 28 de agosto, Rua Athanásio Rosa, Rua Norberto Silveira Júnior, Rua Antônio Zimmermann e Rua Gerônimo Corrêa. Apenas a Estrada Bananal, por meio do Badesc, recebeu R$ 10 milhões para o início das obras.

Já o segundo projeto de R$ 1 milhão e 700 mil para implantação de uma ciclovia na cidade, iniciando no viaduto e terminando no Bairro Avaí, também não avançou.

No comments so far.

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Pular para a barra de ferramentas